29/05/2024 - Edição 540

Campo Grande

Campanha contra a Pólio e de Multivacinação segue até o dia 30 em todas as unidades de saúde

A campanha para aplicação do reforço da vacina contra poliomielite engloba crianças entre 1 e 4 anos

Publicado em 13/09/2022 12:44 - Semana On

Divulgação PMCG

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

A Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) reforça a população que a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e Multivacinação de 2022 segue até o dia 30 de setembro em todas as unidades básicas e de saúde da família de Campo Grande.  A prorrogação foi determinada pelo Ministério da Saúde devido aos baixos índices de cobertura vacinal das crianças e jovens em todo o país.

O secretário municipal de Saúde, José Mauro Filho, lembra que o objetivo das campanhas é sensibilizar os pais e responsáveis para que vacinem os seus filhos para se vacinar.

“É muito importante que os pais garantam o direito da criança pela vacina, uma vez que essas doses podem proteger contra doenças graves e perigosas, como é o caso da poliomielite. Uma doença que desde 1989 não tem mais registro de casos no Brasil e corre o risco de voltar a circular”, relembra o secretário municipal de saúde.

A campanha para aplicação do reforço da vacina contra poliomielite tem como preconização do Ministério da Saúde a cobertura de 95% das crianças entre 1 e 4 anos, que são mais de 57,4 mil pessoas, mesmo que elas já tenham recebido algum reforço anterior. A única exceção são àquelas que tomaram a dose há menos de 30 dias.

Esta medida foi adotada, mesmo com a extinção da doença em território nacional há cerca de 30 anos, porque o vírus ainda circula em alguns países, e pode ser reintroduzido no Brasil.

Há uma baixa adesão também na campanha multivacinação, que garante a atualização da caderneta da criança e adolescente. Até a última semana, somente 12.773 pessoas foram vacinadas, o que corresponde a 24.309 doses aplicadas.

Essa baixa procura também é preocupante, uma vez que doenças gravíssimas, que podem provocar câncer ou levar ao óbito, podem ser evitadas através da vacinação. Tanto as doses da campanha contra a pólio quanto a de atualização da caderneta vacinal  para crianças e adolescentes até 14 anos estão disponíveis nas 73 unidades de saúde da Capital.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *