13/04/2024 - Edição 540

Campo Grande

Beneficiários do Proinc tem 15 dias para atualizar o CadÚnico

Objetivo é beneficiar pessoas que se encontram em situação de vulnerabilidade social e amplia direito dos beneficiários do Programa

Publicado em 01/11/2022 1:42 - Semana On

Divulgação PMCG

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

De acordo com a Nova Lei do Proinc, para o beneficiário fazer a renovação do contrato é necessário que ele esteja inscrito no CadÚnico. O prazo se encerra no dia 15 de novembro, e quem ainda não compareceu a Secretaria de Assistência Social de Campo Grande (SAS) tem mais duas semanas para a atualização cadastral.

A nova Lei n° 6.923/2022 tem como objetivo beneficiar pessoas que se encontram em situação de vulnerabilidade social e amplia direito dos beneficiários do Programa. O Art. 9° parágrafo II apresenta adequações e reforça a transparência do Proinc.

Avanços

O Legislativo aumentou de 13% para 15% do quadro de servidores concursados ativos o teto de vagas e reduziu de 36 para 24 meses o prazo de contratação. Atualmente a Prefeitura tem 17.400 funcionários concursados em atividade, com isto, o quadro de beneficiários do Proinc não poderá ultrapassar 2.610 beneficiários.

A nova lei preserva a destinação de 5% das vagas para mulheres vítimas de violência doméstica encaminhadas pela Casa da Mulher Brasileira e garante 3% para pessoas com deficiência; 3% representam a cota de quem tenha transtorno com espectro autista e aumentou de 2% para 3% o número de vagas para egressos do sistema penitenciário.

Os beneficiários deverão apresentar semestralmente certificados de participação de cursos com no mínimo 40 horas/aula.

Continuam garantidos direitos.  Desde o último dia 15, a Secretaria Municipal de Assistência Social está recadastrando todos os participantes. Só serão mantidos, quem tiver renda per capta familiar de até 1/2 salário mínimo, for inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) e estiver morando há pelo menos um ano em Campo Grande. Pela legislação em vigor, os candidatos prestavam informações sobre seu perfil socioeconômico em caráter declaratório.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *