23/04/2024 - Edição 540

Campo Grande

Alunos da REME voltam a ter pão na merenda

Entregas desse alimento estavam suspensas desde 2021 na capital

Publicado em 22/06/2023 10:01 - Semana On

Divulgação PMCG

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

A Prefeitura de Campo Grande voltou a entregar pães às unidades escolares da Reme (Rede Municipal de Ensino), contemplando 110 mil alunos das 205 escolas e Emeis. Para o mês de junho serão consumidos 240 mil unidades, já que entidades e organizações não-governamentais e sem fins lucrativos da assistência básica assistidas pelo Município também recebem o alimento para atender as crianças. As entregas desse alimento estavam suspensas desde 2021.

Conforme explica a chefe das nutricionistas da Superintendência de Alimentação Escolar (Suale), Michele Ignácio, o cálculo é feito pela quantidade de alunos matriculados e o lanche está incluso no cardápio, que segue as resoluções do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação). São 3.860 milhões de refeições por mês. “Em agosto, a entrega dos pães será em maior quantidade porque terá o dobro de dias letivos. O lanche está no cardápio junto com suco feito de polpa de fruta e uma carne, para fazer o famoso ‘buraco quente’”.

A superintendente explica que as unidades escolares recebem farinha, fermento e o que mais for necessário para produzir os pães. “Mas o fato da gente comprar e entregar, o que facilita o lanche, isso não acontecia desde 2021”.

Além disso, a Prefeitura de Campo Grande entrega mensalmente 170 toneladas de alimentos às unidades, incluindo congelados como carnes e polpas e os hortifrútis, oriundos da agricultura familiar, que são entregues semanalmente para garantir o frescor e qualidade dos itens.

Segundo Maria do Socorro Davi Pereira da Silva, mãe das alunas gêmeas Flávia e Flaviane, que estudam no 4º ano da Escola Municipal Lenita de Sena Nachif e também presidente da APM (Associação de Pais e Mestres), ter o pão no lanche deixa as crianças mais felizes. “E a gente fica agradecido porque sabemos que nossos filhos estão sendo bem tratados na escola, isso é muito bom. O pão traz uma sensação de aconchego através do paladar, pois remete a casa, ao lugar seguro e, isso se reflete na sensação de bem-estar da criança nas aulas”.

Cláudia Arruda de Oliveira é presidente da APM da Escola Municipal Nicolau Fragelli e mãe de Rafael, que estuda no 2º ano. “O que eu posso te dizer é que os pães estão fazendo sucesso na escola. As crianças estão adorando. Acho perfeito! Melhor impossível”, disse sobre a alimentação.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *