23/04/2024 - Edição 540

Poder

Presidente da Funai pede direito de resposta à Semana On, para dizer que não foi expulso de evento na Espanha

Leia a carta de Marcelo Augusto Xavier da Silva e reveja o vídeo

Publicado em 25/10/2022 5:37 - Semana On

Divulgação

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

A Semana On recebeu nesta semana um texto assinado eletronicamente pelo presidente da Funai, Marcelo Augusto Xavier da Silva, onde ele reivindica o direito de resposta para dar a sua versão sobre o incidente ocorrido em 21 de julho deste ano, em Madri, na Espanha por ocasião da realização da XVI Assembleia Geral do Fundo para o Desenvolvimento dos Povos Indígenas da América Latina e Caribe (Filac).

No ofício, encaminhado com o número Processo 08620.007033/2022-17, a Funai lamenta o ocorrido na capital espanhola e destaca que o presidente Marcelo Xavier retirou-se do local por sua própria iniciativa e que não foi expulso do local pelo indigenista Ricardo Rao.

Leia a íntegra do pedido de resposta do presidente da Funai:

A Fundação Nacional do Índio (Funai) vem a público manifestar repúdio aos ataques verbais proferidos contra o presidente da fundação, Marcelo Xavier, nesta quinta-feira (21), em Madri, na Espanha, durante a XVI Assembleia Geral Extraordinária do Fundo para o Desenvolvimento dos Povos Indígenas da América Latina e do Caribe (Filac).

O presidente da Funai, vítima de agressões infundadas, retirou-se do local, por sua própria iniciativa, para evitar os devaneios, as ofensas praticadas por ex-servidor da Funai e quiçá quaisquer ataques à integridade física, uma vez que o manifestante encontrava-se em nítida situação de instabilidade;

A Funai lamenta o ocorrido e destaca que tais atitudes são irresponsáveis, violentas e antidemocráticas, inviabilizando, assim, qualquer tipo de diálogo sadio e producente, que deve ser sempre pautado no respeito entre as partes. A Fundação entende que não se constroem políticas públicas na base de ofensas e argumentos destituídos de fundamento e provas. Tais atitudes não são compatíveis com o Estado Democrático de Direito.

A Fundação informa ainda que, sobre o caso, foram tomadas providências junto à Polícia Judiciária da Espanha. É importante ressaltar que, por motivos de segurança, o presidente da Funai optou por sair voluntariamente do local do evento, dada a atitude hostil e agressiva do manifestante. Inclusive, os lamentáveis ataques serão objeto de ação judicial por crime contra a honra e ação de indenização por danos morais.

O manifestante que proferiu de forma agressiva os ataques verbais foi funcionário da Funai até o ano de 2020, tendo sido exonerado na ocasião por não ter cumprido as condições de estágio probatório. Por fim, a fundação reforça que, enquanto instituição pública, calcada na supremacia do interesse público, não coaduna com nenhum tipo de conduta ofensiva, repudia qualquer forma de desrespeito e segue aberta ao diálogo com os diferentes setores da sociedade.

1-Nota de repúdio Funai (4349012)

Atenciosamente,

(Assinado Eletronicamente)

Marcelo Augusto Xavier da Silva

Presidente

Reveja o vídeo do protesto em Madri

O delgado de Polícia Federal licenciado que ocupa o cargo de presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai) no governo Bolsonaro, Marcelo Xavier, foi alvo de um protesto em Madri, na Espanha, no dia 21 de julho deste ano. O episódio aconteceu durante a realização da XVI Assembleia Geral do Fundo para o Desenvolvimento dos Povos Indígenas da América Latina e Caribe (Filac), evento promovido pela ONU e que teve como sede um auditório do Ministério das Relações Exteriores da Espanha.

Foi quando o indigenista Ricardo Rao disse, aos gritos e apontando para o dirigente da Funai disse: “Este homem não é digno de estar entre vocês. O Itamaraty é uma vergonha, está sendo babá de miliciano. “Marcelo Xavier é um miliciano. Esse homem é responsável pela morte de Bruno Pereira. Esse homem é responsável pela morte de [Dom] Phillips. Você é um miliciano, Xavier. Bandido, vai para fora”, disse.  Na ocasião, o vídeo desse episódio foi amplamente divulgado na imprensa internacional, no Brasil e nas redes sociais da internet.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *