21/04/2024 - Edição 540

Mato Grosso do Sul

Taxa de divórcio aumentou e tempo de casamento diminuiu em MS, aponta IBGE

Veja onde estão as cidades mais 'casamenteiras' e 'separadeiras' do Brasil

Publicado em 31/03/2024 10:22 - G1MS, Gabriel Croquer (G1) – Edição Semana On

Divulgação Pixabay

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Novos dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgados na quarta-feira (27) mostram que Mato Grosso do Sul é o segundo estado com maior número de divorciados no Brasil.

Em 2022, a pesquisa Estatísticas do Registro Civil apurou 7.678 divórcios concedidos em 1ª instância ou por escrituras extrajudiciais, representando um aumento de 42,6% em relação ao total contabilizado em 2021 (5.385).

O tempo médio de duração dos casamentos também diminuiu. Enquanto em 2010 o tempo médio entre a data do casamento e a data do divórcio era de 17,1 anos, em 2022 houve uma diminuição para 11,6 anos, o 3º menor tempo entre as Unidades da Federação. No Brasil, esse tempo médio, em 2022, foi de 16 anos.

O número de divórcios para cada mil pessoas de 20 anos ou mais anos passou de 2,67% (2021) para 3,88% (2022).

Segundo o IBGE, MS sempre se destacou entre as maiores taxas de divórcio do país. Em 2022, MS ocupou a 2ª posição, sendo a maior registrada no Distrito Federal (4,05‰) e a menor em Roraima (0,49‰).

Em média, os homens se divorciam mais velhos que as mulheres. Em 2022, os homens tinham, em média, 42,9 anos na data do divórcio, enquanto as mulheres, 39,9.

Veja onde estão as cidades mais ‘casamenteiras’ e ‘separadeiras’ do Brasil

Os dados do IBGE mostram em quais cidades foram registrados cada um dos 970 mil casamentos e dos 420 mil divórcios de 2022.

O índice nacional de casamentos é de 6 a cada mil habitantes de 15 anos ou mais (a idade legal para casar começa a partir de 16). Já o de divórcio é de 2,5 a cada mil habitantes.

As duas cidades mais casamenteiras do Brasil estão no Pará. São os municípios com a maior taxa de nupcialidade, ou seja, o maior índice de casamentos a cada mil habitantes:

– Sapucaia: 111 casamentos a cada mil habitantes

– Abel Figueiredo: 71 casamentos a cada mil habitantes.

Já as cidades com maiores taxas de divórcio estão no Paraná:

– Ivatuba: 7 divórcios a cada mil habitantes

– Iracema do Oeste: 6 divórcios a cada mil habitantes.

Outras quatro cidades do Paraná estão entre as dez com os maiores índices de divórcio: Altamira do Paraná, Inajá, Serranópolis do Iguaçu e Nossa Senhora das Graças.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *