22/04/2024 - Edição 540

Mato Grosso do Sul

Setor de Suinocultura vai investir quase R$ 1 bilhão no Estado

Grupo pretende expandir a capacidade de abate para 6 mil suínos por dia, com investimentos na ordem de R$ 300 milhões

Publicado em 17/05/2023 12:50 - Semana On

Divulgação Gov MS

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Em reunião com o governador Eduardo Riedel, na manhã desta quarta-feira (17), grupo de cooperativas do setor de suinocultura sinalizou a continuidade de investimentos e ampliação da capacidade de abate de suínos no Mato Grosso do Sul. Os investimentos podem chegar a R$ 1 bilhão nos próximos anos.

Neivor Canton, presidente da AuroraCoop, que representa as cooperativas, disse que até o final de 2025, o grupo pretende expandir a capacidade de abate para 6 mil suínos por dia, com investimentos na ordem de R$ 300 milhões. Além disso, o grupo empresarial pretende ampliar a força de trabalho, gerando mais empregos no município de São Gabriel do Oeste.

Ainda segundo o dirigente, para atender toda esta estruturação de ampliação de abate é necessário desenvolver toda a cadeia produtiva da suinocultura do Mato Grosso do Sul.

A CooperAlfa, uma das cooperativas afiliadas, inaugura hoje (17) em Sidrolândia uma unidade, com investimentos de R$ 140 milhões. E também irá investir R$ 100 milhões numa fábrica de ração e estrutura de armazenagem. Além disso, irá aportar mais R$ 100 milhões em 40 galpões para a engorda dos animais, a partir desta unidade em Sidrolândia.

Já a cooperativa Coperdia, vinculada ao Grupo Aurora, e já instalada no município de Jaguari, irá fazer um aporte de R$ 100 milhões. E a Cooasgo está construindo uma fábrica de rações e ampliando sua base de produção com investimentos próximos a R$ 100 milhões.

O governador Riedel relatou que o Estado vem num ritmo de crescimento nos últimos 10 anos, muito em função da atuação das cooperativas. “Isso é muito bem-vindo porque as cooperativas trazem capital social e conhecimento. As cooperativas têm tido um papel importante porque no momento dos investimentos elas criam um cadeamento produtivo junto aos produtores rurais, e o Estado se torna um player no mercado de suinocultura.”

Presente no encontro, o secretário Jaime Verruck, da Semadesc (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação), disse que este conjunto de investimentos em toda a estruturação da cadeia produtiva de suinocultura faz parte da visão estratégica do Governo. “O setor beneficia vários municípios e produtores do Estado, aumentando o reposicionamento estratégico do Mato Grosso do Sul na cadeia de produção de suínos.”

O Governo do Estado possui o Programa de Desenvolvimento e Apoio às Cooperativas do Mato Grosso do Sul, que tem adotado mecanismos de incentivos fiscais, melhoria da infraestrutura e a alocação específica de recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO) para as cooperativas do Estado.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *