22/02/2024 - Edição 525

Mato Grosso do Sul

Riedel tem aprovação de 78,49% da população nos 100 dias de governo

Pesquisa indica que aprovação no interior do Estado é ainda maior: 79,58%

Publicado em 11/04/2023 3:39 - Daniel Pedra - Correio do Estado

Divulgação Gov MS

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Pesquisa realizada pelo Instituto de Pesquisa Resultado (IPR) e o Correio do Estado, no período de 3 a 6 de abril deste ano, nos 15 maiores municípios de Mato Grosso do Sul, revela que o governador Eduardo Riedel (PSDB) tem aprovação de 78,49% da população nos primeiros 100 dias de sua gestão, iniciada no dia 1º de janeiro.

Ainda conforme o levantamento, 78,31% dos entrevistados aprovam a maneira que Eduardo Riedel administra Mato Grosso do Sul, 57,35% da população tem a expectativa de que o governador fará um bom governo e 52,02% dos entrevistados confiam em Riedel.

No caso da aprovação da gestão nos primeiros 100 dias do governador, em que ele alcançou 78,49% de aprovação, somente 11,40% dos entrevistados desaprovaram a administração de Riedel nesses primeiros três meses, enquanto 10,11% não souberam ou não quiseram responder.

CAPITAL E INTERIOR

Já quando a pesquisa IPR/Correio do Estado separa Campo Grande dos municípios do interior, a aprovação dos 100 dias de Riedel é de 77,31% na Capital, enquanto a desaprovação chega a 12,31% e 10,38% não souberam ou não quiseram responder.

No interior do Estado, a aprovação de Riedel é ainda maior, atingindo 79,58%, enquanto a reprovação é de 10,56% e 9,86% não souberam ou não quiseram responder.

Com relação à pergunta se os entrevistados aprovam ou desaprovam a maneira como o governador administra o Estado, 78,31% disseram que aprovam, 11,21% desaprovam e 10,48% não souberam ou não quiseram responder.

Na Capital, 77,31% da população aprova a maneira de Riedel administrar Mato Grosso do Sul, 12,31% desaprovam e 10,38% não souberam ou não quiseram responder.

Por outro lado, no interior, 79,23% aprovam a forma de gerir o Estado adotada pelo governador, 10,21% desaprovam e 10,56% não souberam ou não quiseram responder.

EXPECTATIVAS

A respeito da expectativa dos entrevistados em relação à administração do governador Eduardo Riedel, 57,35% disseram que ele fará um bom governo, 6,62% falaram que fará igual à gestão anterior, 4,98% declararam que não fará um bom governo, 29,41% pontuaram que é cedo para opinar e 1,65% não soube ou não quis responder.

Em Campo Grande, 60% da população acredita que Riedel fará um bom governo, 4,23% disseram que ele fará igual ao gestor anterior, 5,77% opinaram que não fará um bom governo, 29,93% falaram que é cedo para opinar e 1,15% não soube ou não quis responder.

No interior, 54,93% dos entrevistados projetaram que o governador fará uma boa gestão, 8,80% falaram que ficará igual ao gestor anterior, 4,23% opinaram que ele não fará um bom governo, 29,93% disseram acreditar que ainda é cedo para opinar e 2,11% não souberam ou não quiseram responder.

CONFIANÇA

Quando a pergunta foi se o entrevistado confia no governador Eduardo Riedel, 52,02% dos ouvidos disseram que sim, 8,27% falaram que não confiam, 38,05% declararam que ainda é cedo para opinar e 1,65% não soube ou não quis responder.

Na Capital, 51,92% dos entrevistados disseram que confiam no governador, 8,08% falaram que não confiam, 39,62% falaram que ainda é cedo para opinar e 0,38% não soube ou não quis responder.

Já nos municípios do interior de Mato Grosso do Sul, 52,11% dos pesquisados falaram que confiam no governador, 8,45% disseram que não confiam, 36,62% alegaram que ainda é cedo para opinar e 2,82% não souberam ou não quiseram responder.

O método utilizado foi a amostragem por conglomerados e aleatória simples, e a margem de erro considerada para essa pesquisa é de 4,3 pontos porcentuais, para mais ou para menos. O intervalo de confiança é de 95%. Foram entrevistadas 544 pessoas moradores, de 16 anos ou mais, dos 15 maiores municípios de MS.

ANÁLISE 

Segundo o diretor do IPR, Aruaque Fressato Barbosa, a avaliação dos 100 dias do governador Eduardo Riedel nos 15 maiores municípios do Estado mostra que o início de sua gestão está excelente. “Ter 78,49% de aprovação é um início muito positivo. Esse índice mostra que até mesmo quem não votou nele no segundo turno das eleições do ano passado está dando um voto de confiança”, pontuou.

Aruaque Barbosa acrescentou que a expectativa para esse início de mandato está sendo positiva tanto em Campo Grande quanto no interior e que os índices estão muito próximos. “Por enquanto, a população está aprovando a maneira como Riedel administra e, além disso, o povo tem boa expectativa em relação ao governo dele para o futuro”, ressaltou.

Ele disse que os próximos passos do governador vão determinar se esse índice continuará alto ou não. “Mas, de início, até em relação à pesquisa dos 100 dias do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva [PT], aqui no Estado é totalmente diferente. É outra visão, é outro prisma, o povo está confiante que Riedel vai fazer uma boa gestão para Mato Grosso do Sul”, assegurou.

ELEIÇÕES

O diretor do IPR reforçou que, um ano antes das eleições do ano passado, as pesquisas mostravam que, de cada 10 eleitores, três conheciam o atual governador, ou seja, 30% conheciam Eduardo Riedel, mas não votariam nele. “Um ano depois das eleições, mais de três meses de gestão, ele mostra a força que adquiriu na campanha para governador, consolidando-se junto à população”, afirmou.

Agora, de acordo com Aruaque Barbosa, esses 100 dias ainda não podem ser comparados às gestões anteriores, mas mostram que Riedel está no caminho certo. “O Eduardo [Riedel]está deixando a marca dele, e esse índice de mais de 78% mostra isso. A população está aprovando esse início de gestão”, reforçou.

Segundo ele, há um ano e três meses, a população mal sabia quem era Eduardo Riedel. “Hoje, eles não só conhecem o governador, como aprovam, confiam e acreditam nas expectativas futuras desse atual governo”, finalizou.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *