22/04/2024 - Edição 540

Mato Grosso do Sul

Riedel recebe representantes do Japão e da Índia para estreitar oportunidades de negócios em diversas áreas

Produção agrícola, industrial e ecoturismo estiverem na pauta dos encontros

Publicado em 26/03/2024 9:02 - Semana On

Divulgação Gov MS

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Com o objetivo de estreitar laços comerciais com Mato Grosso do Sul, o embaixador do Japão no Brasil, Hayashi Teije, foi recebido pelo governador Riedel no final da tarde de segunda-feira (25). Em visita ao Estado pela terceira vez, o emissário do governo japonês enfatizou o propósito de seu país em fortalecer o comércio com o Mato Grosso do Sul.

O embaixador Teije, na conversa que teve com o governador Riedel, destacou algumas áreas das quais os dois países podem ser parceiros como conectividade digital, farmacêutica, agricultura de precisão e hidrogênio verde.

Por exemplo, a Qdenga é uma vacina desenvolvida pela farmacêutica japonesa Takeda, lembrou o embaixador japonês. Por sua vez, o governador Riedel ressaltou ao diplomata que o município de Dourados foi o primeiro no Brasil onde a população pode ser imunizada contra a doença.

“Em 2025, vamos celebrar 130 anos das relações diplomáticas entre o Brasil e Japão, e queremos contar com o Mato Grosso do Sul nesta importante data e convidamos o Estado a participar de eventos que acontecerão em nosso país”, declarou o embaixador.

No ano que vem, o Japão vai sediar a Expo Mundial de 2025, feira internacional que deverá atrair milhões de visitantes, e que tem por finalidade promover o desenvolvimento tecnológico, cientifíco e sustentável entre os países.

O governador Riedel destacou que a série de temas apresentados é fruto de uma construção ao longo de décadas com a comunidade japonesa. “O ano que vem vamos estar presentes no Japão numa missão empresarial, educacional e cultural. Temos muitas empresas japonesas chegando no Mato Grosso do Sul e com interesses de vendas dos nossos produtos. Esta relação bilateral é um sucesso construída ao longo de 130 anos”.

A reunião foi acompanhada pelo secretário Jaime Verruck (Semadesc), pelo cônsul do Japão em São Paulo, Daisuke Hattori, e por membros da comunidade nipo-brasileira de Campo Grande.

Governo de MS apresenta produção agrícola, industrial e ecoturismo à representante da Índia

A produção agrícola, industrial e o ecoturismo de Mato Grosso do Sul foi apresentada para a representante da Índia no Brasil, a cônsul-geral do país asiático em São Paulo, Manisha Swami.

Com interesse comercial da Índia no Estado, a cônsul-geral foi recebida na tarde deontem pelo governador Eduardo Riedel e pelo secretário Jaime Verruck, da Semadesc (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação).

“É minha primeira visita a Mato Grosso do Sul e fui recebida para uma conversa inicial sobre investimentos diversos, ecoturismo e intercambio turístico entre Brasil e Índia. E vamos continuar conversando sobre oportunidades e colaborações mútuas como exportações de laticínios, etanol, milho. A Índia faz parte de uma aliança global com diferentes interesses no Brasil”, afirmou a cônsul-geral Manisha Swami.

Na recepção, o governador falou sobre os diferentes investimentos em andamento e já consolidados em Mato Grosso do Sul. “Somos polo na área da celulose, e também temos muitas cooperativas instaladas no Estado, além da nossa vocação no agronegócio, inclusive com produção de milho, etanol. E ainda o ecoturismo, especialmente em Bonito e no Pantanal”, explicou Riedel.

Em agosto de 2023, as potencialidades econômicas e tecnológicas de Mato Grosso do Sul foram apresentadas pelo governador Eduardo Riedel ao embaixador da Índia no Brasil, Suresh Reddy.

Na época o representante do país asiático, que também esteve pela primeira vez no Estado, pontuou sobre relações futuras. “O encontro com o governador foi excelente, ele é um líder dinâmico. Tivemos uma ótima conversa para estreitar as relações do Estado com a Índia. Discutimos sobre como atrair companhias indianas para o Mato Grosso do Sul. Falamos também sobre tecnologia e conservação e como startups podem se instalar aqui”, disse Reddy.

Em setembro, também do ano passado, uma delegação encabeçada por dois cônsules indianos ligados à CCIB (Câmara de Comércio Índia Brasil), também esteve no Estado para discutir sobre etanol, parceria entre universidades, ciência e tecnologia, agritech, como parte das ações de interesse econômicos entre os dois países iniciadas durante a visita do embaixador.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *