23/04/2024 - Edição 540

Mato Grosso do Sul

Riedel reafirma importância do Fundersul para o setor produtivo

Fundo garantiu R$ 4 bilhões em investimentos na infraestrutura urbana e rural de Mato Grosso do Sul

Publicado em 17/10/2022 8:41 - Semana On

Divulgação

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Eduardo Riedel (PSDB), candidato ao Governo de Mato Grosso do Sul pela Coligação Trabalhando por um Novo Futuro (Número 45), falou hoje sobre a importância do Fundersul. Criado pela Lei 1.963, de 11 de junho de 1999, o Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário de Mato Grosso do Sul tem como objetivo melhorar a infraestrutura rodoviária do Estado e municípios.

Com transparência na sua aplicação, o Fundersul investiu R$ 4 bilhões na malha viária do Estado e em infraestrutura urbana entre 2015 e junho de 2022. Somente no primeiro semestre deste ano, 87% dos investimentos (R$ 561 milhões) foram canalizados pelo Governo do Estado na pavimentação e restauração de estradas e na infraestrutura urbana.

Os recursos do fundo são aprovados por discrição das obras e trimestralmente por um conselho, do qual participam a Famasul (Federação de Agricultura de MS), Assomasul (Associação dos Municípios de MS), Acrissul (Associação dos Criadores de MS) e Sicadems (Sindicato das Indústrias de Frio, Carnes e Derivados de MS). Após aprovação do conselho, o plano de aplicação é encaminhado à Assembleia Legislativa.

“O fundo alcançou nos últimos oito anos o maior volume de recursos destinados à pavimentação, implantação, restauração e manutenção das rodovias estaduais e construção de uma centena de pontes de concreto e de madeira. Parte do dinheiro oriundo da contribuição da pecuária e comércio de combustível também pagou a elaboração de projetos executivos de engenharia e compra de veículos e equipamentos”, explicou Riedel.

O plano de aplicação dos recursos do Fundersul, apresentado pela Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos), demonstra que mais de R$ 3,2 bilhões foram destinados a recuperação e manutenção das estradas de revestimento primário (rotas de escoamento da produção agropecuária do Estado) e na pavimentação viária, drenagem urbana e implantação de estradas rurais.

“E no meu governo vamos continuar usando o Fundersdul com este propósito, de manter a manutenção da infraestrutura rodoviária, garantindo trafegabilidade em qualquer época do ano e, principalmente, o escoamento da produção de matéria prima e industrializados – de acordo com o principal objetivo do fundo”, avisou Riedel.

PANTANAL INTEGRADO

Um dos maiores projetos rodoviários em execução pelo Estado contempla a região do Pantanal, que por décadas teve dificuldades de acesso e escoamento de sua produção de gado de corte. Com recursos do Fundersul, a Agesul está abrindo mais de 300 km de estradas com drenagem e pontes nos pantanais da Nhecolândia, Paiaguás e Taquari, interligando-as com as MS-228, MS-423, MS-243, MS-382, MS-195, MS-214 e MS-427. Estas, estão recebendo aterro e cascalhamento.

Em sete anos e seis meses, o Estado transferiu legalmente R$ 879 milhões de recursos do fundo para os municípios, além de convênios para execução de obras e serviços nas cidades no valor de R$ 99,2 milhões. O Estado garantiu ainda contrapartida financeira em vários projetos das prefeituras, no período, com um acumulado de R$ 31,3 milhões. O investimento em construção e reforma de pontes soma R$ 303 milhões.

Riedel afirmou que, como empresário do agronegócio, paga o Fundersul sabendo para onde vão os recursos arrecadados e de sua importância para o setor. “Se tem alguém que paga o Fundersul aqui sou eu, sou empresário do ramo”, disse o candidato.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *