25/04/2024 - Edição 540

Mato Grosso do Sul

Riedel discute projetos prioritários para MS em reunião com equipe da Presidência da República

Novo terminal da Eldorado no Porto de Santos aumenta competitividade da celulose produzida no Estado

Publicado em 01/08/2023 9:00 - Semana On

Divulgação Gov MS

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Os projetos prioritários para o Mato Grosso do Sul foram discutidos e alinhados em uma reunião entre o governador Eduardo Riedel e a equipe da Casa Civil da Presidência da República.

“Estamos discutindo, junto ao Governo Federal, as prioridades para o Mato Grosso do Sul e para o País. São obras de interesse não apenas dos sul-mato-grossenses, mas de toda a sociedade brasileira”, afirmou Riedel.

O encontro virtual realizado ontem (31), reuniu o ministro Rui Costa, da Casa Civil da Presidência da República, e a equipe técnica da pasta, Miriam Belchior (secretária-executiva), Mauricio Muniz (secretário de Articulação e Monitoramento, Roberto Garibe (secretário especial adjunto) e Cristiane Battiston (secretária adjunta).

Também estavam presentes representantes da Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República, André Ceciliano (secretário de Assuntos Federativos), e as assessoras especiais Elisa Pelegrini e Nara Kohisdorf.

Os secretários Pedro Arlei Caravina (Segov), Eduardo Rocha (Casa Civil) e Jaime Verruck (Semadesc) participaram da reunião virtual em São Paulo (SP), com as equipes da Casa Civil e da Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República, que estavam em Brasília (DF).

No início do mês de fevereiro, durante reunião com o ministro dos Transportes, Renan Filho – em Brasília (DF) –, o governador Eduardo Riedel apresentou os projetos prioritários do Estado. Na época o Ministério dos Transportes garantiu o repasse de R$ 984 milhões para Mato Grosso do Sul, que será investido na manutenção de estradas federais, estaduais e a concretização da Rota Bioceânica.

O investimento federal será usado na infraestrutura logística das rodovias que cortam o Estado, especialmente as BRs 262, 267 e 163, além do acesso à Rota Bioceânica.

Ao longo do primeiro semestre deste ano, o governador se reuniu também com outros ministros – Alexandre Silveira (Minas e Energia), Simone Tebet (Planejamento e Orçamento), Cida Gonçalves (Mulheres), Alexandre Padilha (Relações Institucionais), Flávio Dino (Justiça e Segurança Pública), Jader Barbalho Filho (Cidades) –, em Brasília (DF) e em Campo Grande, para apresentar projetos em diversas áreas e ainda discutir sobre a importância do investimento no corredor logístico de integração entre Brasil, Paraguai, Argentina e Chile, por meio da Rota Bioceânica.

Novo terminal da Eldorado

O governador Eduardo Riedel, o secretário Jaime Verruck, da Semadesc (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação), e o presidente da Fiems, Sérgio Longen, participaram ontem da inauguração do terminal portuário da empresa Eldorado Brasil, no Porto de Santos. O terminal será utilizado exclusivamente pela Eldorado para embarque da celulose produzida em Mato Grosso do Sul com destino à exportação.

A Eldorado está sediada em Três Lagoas e produz 1,8 milhão de toneladas de celulose por ano, sendo que 100% desse volume é destinado à exportação. A empresa já tinha um terminal em Santos, porém agora passa a operar em um terminal mais moderno e com capacidade de escoar toda a produção da empresa, que antes tinha vários pontos de embarque, e que tem conexão ferroviária.

“Isso reforça ainda mais a viabilidade da relicitação da Malha Oeste, pois permite que a celulose saia de Três Lagoas nos vagões e chegue até o Porto de Santos. Melhora nossa estrutura de logística, dá competitividade e impulsiona o setor florestal e a economia como um todo”, comentou o secretário Jaime Verruck, da Semadesc. Mato Grosso do Sul já responde por 27,28% de toda celulose exportada pelo Brasil.

Projetado para ser um dos terminais portuários mais modernos do mundo, o empreendimento representa um investimento de R$ 500 milhões e tem a capacidade nominal de escoamento de 3 milhões de toneladas de celulose por ano, três vezes mais do que a companhia operava em seu antigo terminal em Santos.

Com uma área de 53 mil metros quadrados, a construção do terminal teve início em janeiro de 2022, envolvendo mais de 500 pessoas. O terminal tem capacidade para armazenar até 150 mil toneladas de celulose e comporta até 72 vagões, além de possibilitar o embarque de até dois navios simultaneamente.

A chegada da celulose se dará por meios rodoviário e ferroviário, proporcionando à companhia um novo patamar de competitividade logística. Agora, a empresa tem capacidade para receber cargas tanto de caminhões quanto de composições de trem.

Para o Presidente da Eldorado Brasil, Carmine De Siervi, a inauguração do Terminal Portuário reflete a capacidade da empresa em manter sempre o foco no crescimento sustentável dos negócios. “A inauguração deste novo terminal é reflexo do nosso compromisso com a excelência operacional e sustentável e prepara a Eldorado para o futuro, atendendo a demanda de forma mais ágil e eficiente”, pontua. A Eldorado Brasil exporta celulose para 40 países.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *