13/04/2024 - Edição 540

Mato Grosso do Sul

Restauração do Castelinho preserva patrimônio histórico cultural de Mato Grosso do Sul

Considerado um dos tesouros arquitetônicos do Estado, o icônico prédio em Ponta Porã é datado do início do século XX

Publicado em 17/06/2023 9:03 -

Divulgação MS Gov

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Considerado um dos tesouros arquitetônicos de Mato Grosso do Sul, o icônico prédio do Castelinho de Ponta Porã, datado do início do século XX, passa por obras de restauração que vão transformar o espaço em um museu da história da fronteira. Ao todo, o Governo do Estado investe R$ 4,3 milhões para resgatar a construção.

O Castelinho é um prédio emblemático. Começou a ser construído em 1926 e ficou pronto em 1930. Localizado próximo à antiga estação ferroviária Noroeste do Brasil, o prédio foi sede do governo do Território de Ponta Porã e depois abrigou a cadeia pública e o quartel da Polícia Militar. Na década de 1990 deixou de ser utilizado.

O projeto de restauração foi concebido para devolver ao prédio sua antiga glória. Essa é a proposta do governo para dar um “novo caminho” ao local que faz parte da história da fronteira. A recuperação envolve a manutenção de elementos arquitetônicos originais, a reparação de danos causados pelo tempo e a implementação de melhorias para garantir a segurança e a acessibilidade do local.

Superados os desafios do início da obra, como avaliações detalhadas do estado do prédio, a equipe trabalha com a limpeza e a produção dos ornamentos da fachada. Também estão sendo feitas a restauração das molduras e silhuetas, além de demolições controladas, costura das paredes e reforço das estruturas da fundação.

Ainda são realizadas a decapagem química de tinta impermeável, neutralização com água de cal, preparo manual e envasamento de argamassa de cal e recomposição de revestimento em pano liso.

Com 12,49% de execução, as obras são realizadas pelo Estúdio Sarasá, contratado pela Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos de Mato Grosso do Sul) e pela Seilog (Secretaria Estadual de Infraestrutura e Logística) após processo licitatório. A expectativa é de que as obras durem até o início do ano que vem.

“Essa restauração representa um importante resgate histórico para Ponta Porã e toda a fronteira. É a preservação do patrimônio histórico cultural. Depois de restaurado, o Castelinho será um espaço útil à comunidade, preservando a nossa história para as gerações futuras e despertando a curiosidade e a busca pelo conhecimento”, destacou o secretário Hélio Peluffo, da Seilog.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *