01/03/2024 - Edição 525

Mato Grosso do Sul

Obras de infraestrutura nas rodovias do Estado impulsionam o turismo de diferentes cidades

“Ações alavancam a economia, a geração de emprego e renda, valorizam as propriedades e facilitam o escoamento da produção”, explica o governador Eduardo Riedel

Publicado em 19/01/2023 10:41 - Semana On

Divulgação Governo MS

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

As obras de infraestrutura nas rodovias estaduais têm contribuído para fortalecer e fomentar o turismo em Mato Grosso do Sul. Elas vão encurtar caminhos, dar novos acessos a balneários e pontos turísticos e assim facilitar a vinda de visitantes de todo Brasil. Estas intervenções do Governo do Estado trazem benefícios para cidades como Bonito, Rio Verde, distrito de Cachoeirão e até Furnas do Dionísio.

“Temos grandes obras para ajudar e fomentar o turismo no Estado, para que facilite o acesso ao turista em diferentes pontos. Isto está dentro do escopo, no plano de governo do nosso governador, e nós vamos implementar, iremos fazer com que estas obras possam fomentar e alavancar o turismo ao redor das regiões”, destacou o secretário de Infraestrutura e Logística, Hélio Peluffo.

“Além de alavancar a economia de diferentes cidades, ainda contribui para geração de emprego e renda, valorização das propriedades, facilita o escoamento da produção e torna o tráfego mais seguro aos motoristas”, explica o governador Eduardo Riedel

Bonito

Um dos maiores destinos de ecoturismo do Brasil, Bonito conta com a presença do Governo do Estado em obras importantes, como a pavimentação de 17 km da MS-178, com ligação à BR-267 (Porto Murtinho) e à MS-382 (Guia Lopes da Laguna).

O Estado restaurou rodovia do aeroporto ao centro de Bonito, com implantação de ciclovia e iluminação, e asfaltou mais 8 km da MS-382, ligando a cidade a estrada vicinal que dá acesso à Gruta do Lago Azul e outros atrativos. A Rodovia do Turismo que tem R$ 27,4 milhões de investimento vai ter pavimentação de 9,74 km. Os trabalhos lá já estão bem adiantados.

A cidade ainda tem uma das obras mais emblemáticas do Estado, que é a pavimentação de 101 km da MS-345 (Estrada do 21), que já está em execução. São R$ 212,2 milhões de investimento, em um novo acesso que vai encurtar em 70 km a distância de Bonito com Campo Grande.

Ainda tem a reconstrução do pavimento de 52 km da MS-382, entre Bonito e Guia Lopes da Laguna. Neste pacote teve pavimentação e restauração de estradas, novas pontes de concreto e ações importantes como a construção do novo quartel do Corpo de Bombeiros.

Modernização cadastral feita pela Agems beneficia transporte turístico em Bonito

Uma ação inédita lançada pela Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos (Agems) e a prefeitura de Bonito para facilitar o sistema de transporte voltado especificamente para o setor de turismo já conta com a adesão de ao menos 25 empresas e mais de 30 veículos. A parceria desburocratiza os procedimentos de cadastro, porque integra o sistema de registro do Departamento Municipal de Trânsito (Demtrat) ao sistema da Agência Reguladora.

Assim, os custos para o transportador também são reduzidos. “Esse compartilhamento de informações trouxe solução para uma antiga demanda daqueles operadores que atuam na área urbana, são cadastrados no Demtrat, mas que também precisam fazer o trajeto Campo Grande-Bonito, no transfer de aeroporto, ou levar o turista para um atrativo em cidade vizinha”, explica o diretor de Transportes, Matias Gonsales. “Como é uma viagem intermunicipal, esse operador precisa ser credenciado na Agems, e isso agora está facilitado”.

Desde a formalização do Acordo de Cooperação, há nove meses, 31 veículos já foram cadastrados e ganharam o direito de usar o Selo Transporte Turístico Legal. É uma certificação que mostra ao usuário e à fiscalização que aquele carro está regularizado. Para manter o selo, é obrigatório a empresa estar com o cadastro atualizado e o veículo vistoriado.

É essa regularidade também que permite que o transportador consiga emitir a Licença de Viagem no site da Agems. O sistema da Agência “conversa” com o sistema do Demtrat e libera a autorização se o transportador estiver devidamente credenciado no Município. Dados da Câmara Técnica de Transportes mostram que 37 licenças foram expedidas dentro do novo modelo.

De acordo com o diretor-presidente, Carlos Alberto de Assis, essa é mais uma das inovações implementadas para tornar mais moderna a regulação e a prestação dos serviços.

“Esse tem sido um instrumento importante para combater o transporte clandestino nas linhas e ao mesmo tempo garantir o bom atendimento nesse segmento que é um dos mais importantes de Mato Grosso do Sul. Somos um Estado de forte apelo turístico e Bonito está entre os melhores destinos de ecoturismo no mundo”, destaca.

A medida também teve aval da Fundação de Turismo de MS. Entre janeiro e novembro de 2022, Bonito recebeu 251.758 visitantes, segundo levantamento do Observatório do Turismo e Eventos (OTEB).

O Departamento de Transportes e os operadores, que discutem ajustes para melhorar ainda mais o sistema no âmbito municipal, reconhecem os avanços para as viagens intermunicipais.

“Essa ideia foi perfeita. Hoje nós temos mais de 30 veículos que já colocaram a placa vermelha [exigência do Código de Trânsito Brasileiros e legislações municipal e estadual]”, elogia o presidente da Associação de Transportadores Turísticos de Bonito, Genilson Gaúna. “A Agems, para mim, só ajudou em toda a transformação desse processo. Somos muito gratos, isso reforçou a parceria da agência com o nosso setor de turismo”.

“Essa cooperação está nos auxiliando muito. Hoje, os operadores viajam para Campo Grande, são fiscalizados e não têm problema, porque estão em dia”, reforça o diretor do Demtrat, Cristalvo Campos.

Com apoio do Governo, Bonito bate recorde com 280 mil turistas no ano passado

Com apoio do Governo do Estado, Bonito bateu recorde de turistas em 2022, com 280.391 visitantes ao longo do ano, consolidando seu nome com um dos grandes destinos de ecoturismo do Brasil. Antes a melhor temporada tinha sido em 2016, com 212.817 pessoas visitando a cidade.

Este balanço foi feito pelo Observatório do Turismo e Eventos de Bonito (OTEB), que é coordenado pelo Bonito Convention, tendo apoio da Fundtur (Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul). Este cenário reflete no aumento do número de visitações nos mais de 40 atrativos turísticos da cidade, que chegaram a 93.129 no ano passado, bem maior que 2021, que teve 92.710.

“Este recorde de turistas com certeza tem a participação direta do Governo do Estado, que fez promoções dos pontos (turísticos), apoio a comercialização dos passeios tanto em nível nacional, como internacional, assim como ações importantes, entre elas o novo voo de Congonhas a Bonito”, destacou o diretor-presidente da Fundtur, Bruno Wendling.

Ele também ressaltou que a expectativa é positiva para o futuro, já que Bonito está se tornando referência internacional no “ecoturismo”, tendo o certificado como o primeiro destino de ecoturismo do mundo em carbono neutro. “Isto traz um cenário favorável a Bonito no mercado internacional”, completou.

Na avaliação mensal feita pelo Observatório do Turismo, dezembro teve o segundo maior movimento de 2022, com 28.633 turistas, ficando atrás apenas de janeiro do mesmo ano, que chegou a 30.220 (visitantes), sendo este um recorde em oito anos no município.

Quem também ganhou com isto foi a rede hoteleira de Bonito, que em dezembro chegou a 65% da sua taxa de ocupação, sendo inclusive bem avaliado pelas empresas e sites do setor. Os balneários continuam sendo os atrativos mais procurados (43.980), seguido pela atividade de flutuação (14.609). Depois aparecem as visitas nas cachoeiras (10.960) e na famosa Gruta do Lago Azul (7.390).

Rio Verde

Um dos principais pontos turísticos do Estado também recebeu obras importantes para fomentar o setor (turismo), entre elas a pavimentação de 5,8 quilômetros da MS-427, conhecido como “Estrada das Águas”, que dá acesso aos balneários e pousadas da cidade, que teve um investimento de R$ 10,4 milhões. O trecho ainda ganhou 2 km de ciclovia.

A rodovia MS-427 também foi contemplada com a restauração de 7,8 km, com custo de R$ 7,2 milhões ao Estado. A parte de infraestrutura urbana de Rio Verde não ficou para trás, com obras de pavimentação em diversas ruas e bairros, entre eles o Nova Esperança e Coronel Mariano. Na área de logística foi feito a ponte de concreto sobre o Córrego Fortaleza, em rodovia vicinal do município.

Cachoeirão

Já está na fase final a pavimentação de 4,5 km de acesso aos balneários do Distrito de Cachoeirão, famoso por atrair muitos turistas do Estado nos feriados e finais de semana. Este asfalto que está sendo concluído pelo Governo do Estado começa a partir do entroncamento com a rodovia BR-262, até chegar dentro do distrito.

Os moradores locais e donos dos balneários comemoram muito a realização da obra, já que no período de chuvas muitas vezes este acesso ficava intransitável, com muitos carros atolados, levando perigo aos motoristas. Com esta nova realidade o turismo será beneficiado e as atrações vão receber mais visitantes. Lá o investimento chega a R$ 6 milhões.

Furnas do Dionísio

Conhecido pelas belezas naturais, como cachoeiras e trilhas ecológicas, o povoado de Furnas do Dionísio ainda traz uma cultura importante ao Estado. O acesso a este ponto turístico está ganhando nova realidade com a pavimentação de 11,48 km na rodovia MS-010, fazendo a ligação do local com o distrito de Rochedinho.

Com investimento de R$ 19,7 milhões, este trecho pavimentado era um dos sonhos dos moradores, que também sofriam para pegar este caminho em tempos de chuva e poeirão. Além de fomentar mais visitas a estas belezas naturais, vai fortalecer a segurança de quem transita por este caminho.

O local também é conhecido por ser muito explorado pelos ciclistas, que seguem neste trecho, passando por Rochedinho, até chegar em Furnas do Dionísio. Os trabalhos lá seguem em andamento. Os recursos são do Fundersul (Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário de Mato Grosso do Sul), destinado a melhorias nas estradas do Estado.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *