01/03/2024 - Edição 525

Mato Grosso do Sul

Mato Grosso do Sul tem queda no número de crimes violentos no primeiro semestre

Governador Eduardo Riedel destaca investimentos e capacitação como a base para os bons resultados

Publicado em 17/07/2023 3:58 -

Divulgação Gov MS

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Levantamento da Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública) demonstra queda nos números absolutos de ocorrências relativas ao cometimento de crimes violentos em Mato Grosso do Sul no período que compreende os meses de janeiro a junho de 2023.

Conforme o comparativo, o interior do Estado registrou uma redução de 21% nos crimes de roubo, 14% de crimes de homicídio doloso e uma redução superior a 66% nos números de feminicídio.

Para o governador Eduardo Riedel, a redução dos crimes em números absolutos no Estado, Capital e Faixa de Fronteira demonstra de forma inequívoca o resultado da política de Segurança Pública praticada no Estado.  “É o resultado direto de investimentos e capacitação no setor”, afirmou.

O secretário-Adjunto de Justiça e Segurança Pública, coronel Ary Carlos Barbosa, reforçou a tese. “É uma prática de sucesso e os frutos do bom investimento, capacitação, integração das Forças e o uso da inteligência policial para o exercício da atividade. Tivemos nos anos anteriores um grande investimento na Segurança Pública e os números aqui apresentados são os resultados desses investimentos e do uso de tais equipamentos para a consecução dos objetivos da Segurança Pública: dar à população a sensação de segurança no seu dia a dia”, avalia.

Roubos de veículos também redução neste primeiro semestre. Em todo Mato Grosso do Sul foi identificada queda de 21% neste tipo de crime, sendo que Campo Grande teve redução de 8,7%, interior -34,5%; e faixa de fronteira -32,7%.

Segundo a comandante-geral em exercício da Polícia Militar, coronel Neidy Barbosa Centurião, a redução dos índices de crimes violentos é fruto das ações práticas desenvolvidas por meio do Planejamento Estratégico da PMMS (Polícia Militar) estruturado de 2023 até 2026. “Com policiais militares devidamente capacitados, realizando o policiamento ostensivo e preventivo de qualidade e agregando valor a todas as demais áreas do Estado. A PMMS segue cumprindo a sua missão de melhor atender a população sul-mato-grossense”, destaca.

Na Capital, o comparativo aponta redução de 33% nos crimes de feminicídio; -13% de roubos e -10% nos crimes de furto. Já na Faixa de Fronteira foi identificada uma redução de 21% nos crimes de homicídio doloso; – 19% de roubo e – 32% de roubo a veículos.

Considerando todo o Estado, os números apontam uma grande redução nos crimes de feminicídio (-58%), roubo (-15,8%) e homicídio doloso (-11%).

A delegada titular da Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), Elaine Benicasa, avalia que a a diminuição de feminicídios em Mato Grosso do Sul está ligada ao aumento contínuo de registro de Boletins de Ocorrência, desde 2015, na Casa da Mulher. Ela destaca, ainda, a importância do trabalho que vem sendo desenvolvido pela rede proteção.

“Todos os órgãos e entidades que compõem essa rede de proteção à mulher trabalham no sentido de estarmos cada vez mais fortalecidas também entre nós para que possamos levar da melhor forma possível informações quanto aos direitos, aos benefícios da lei e das políticas públicas. Ações preventivas, palestras em locais de trabalho, em escolas, programa de reeducação de agressores vinculados a alguns órgãos específicos. São várias frentes que a rede de proteção desenvolve que, com certeza, fazem diminuir os crimes de feminicídio porque a ligação direta do crime com relação ao registro do Boletim de Ocorrência, aliado a medida protetiva, faz o homem se sentir mais temeroso e intimidado a voltar a agredir, diminuindo o número de eventuais casos”.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *