22/02/2024 - Edição 525

Mato Grosso do Sul

Governo do Estado lança o Programa ‘MS Saúde’

Ações levarão consultas, exames e cirurgias aos 79 municípios, combatendo a demanda reprimida

Publicado em 09/05/2023 10:50 - Semana On

Divulgação Gov MS

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

O governador Eduardo Riedel lançou ontem (8) o Programa ‘MS Saúde: Mais Saúde, Menos Fila”, que vai levar consultas, exames e cirurgias à população dos 79 municípios de Mato Grosso do Sul e atender a demanda reprimida.

A estratégia é fortalecer a política de regionalização, com acesso aos serviços de saúde em todas as regiões do Estado para que não haja mais filas de espera.

Na solenidade no Hospital São Julião, em Campo Grande, o governador Eduardo Riedel anunciou investimentos de R$ 45 milhões e outros R$ 7,9 milhões oriundos do governo federal.

“Passamos por uma pandemia, as filas se constituíram novamente e agora se faz necessário um programa como esse. É para as pessoas que vamos trabalhar. Esse programa vem dar respostas para essas ações e estimativa para zerar essa fila até o final do ano”, completou o governador.

O Programa prevê que prefeituras e estabelecimentos de saúde estabeleçam convênios que vão garantir a realização de 15 mil cirurgias eletivas em diversas especialidades, entre elas: oftalmologia, otorrinolaringologia, cirurgia vascular, cirurgia geral e ortopedia.

Também estão previstas a realização de 42,5 mil exames diagnósticos como ressonância magnética com contraste, ressonância magnética (sedação), tomografia computadorizada, endoscopia, densitometria, colonoscopia, holter 24 horas, cintilografia, entre outros.

O secretário de Estado de Saúde, Maurício Simões, ponderou que é importante os municípios se prepararem para receber os recursos. “O que garante uma cirurgia segura não é só a infraestrutura, mas também uma equipe técnica treinada para realizar os procedimentos. Ao contratarem os procedimentos cirúrgicos deem valor àquelas pessoas que trabalham nos municípios e regiões para termos uma saúde regionalizada e descentralizada”, afirmou.

Ainda de acordo com o secretário Maurício Simões, a partir de terça-feira (9) os municípios podem se habilitar ao Programa, inclusive, os hospitais privados.

O presidente do Cosems (Conselho de Secretarias Municipais de Saúde), José Lourenço Braga Liria Marin, admitiu que o projeto fará a diferença na Saúde. “Junto com ele [Programa] está acontecendo a regionalização da Saúde”, declarou.

Cirurgias reparadoras

A grande novidade do “Programa MS Saúde” serão as cirurgias reparadoras preventivas de bullying, voltadas para pré-adolescentes e jovens em idade escolar. Episódios de humilhação e agressão entre estudantes são cada vez mais frequentes e continuam a desafiar a organização das escolas, tanto na rede pública quanto na privada. Somente no ano de 2022, Mato Grosso do Sul registrou 142 casos.

A representante dos Hospitais Filantrópicos, Rosa Conceição da Costa Vilas Boas, elogiou a ação do Governo do Estado. “Zerar a fila de cirurgias é possível. Saúde não tem preço, mas tem custo. Com este aporte financeiro do governo na Saúde, vamos conseguir.”

Com o intuito de diminuir a evasão escolar decorrente dessas situações, o Governo do Estado, por meio da parceria entre as Secretarias de Estado de Saúde e Educação, ofertará cirurgias plásticas reparadoras de mama e orelha.

Ainda nesse rol de cirurgias preventivas de bullying serão incluídos 30 encaminhamentos para correção de estrabismo que estão na lista de espera da área oftalmológica.

O Programa Mais Saúde também vai dar andamento às 1.375 cirurgias judicializadas, já em fase de cumprimento de sentença, das quais cerca de 90% são ortopédicas.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *