01/03/2024 - Edição 525

Mato Grosso do Sul

Governo de MS lança programa que pagará salário de R$ 1,4 mil para estudantes

Riedel: “Dentre outros critérios, o programa abarca estudantes que comprovem renda individual de até um salário mínimo ou renda familiar não superior a três salários mínimos”

Publicado em 02/02/2024 11:33 - Semana On

Divulgação

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Estudantes de cursos de graduação ou ainda de cursos de educação profissional técnica, presenciais ou a distância de Mato Grosso do Sul poderão receber uma bolsa no valor de R$ 1.412,00 por mês. A iniciativa faz parte do programa MS Supera. As inscrições para o programa do governo do estado podem ser realizadas através do site a partir da próxima segunda-feira (5).

O MS Supera concede o benefício social aos estudantes de baixa renda visando estimular a permanência e a conclusão da formação técnica ou acadêmica. As inscrições para o programa do Governo de Mato Grosso do Sul podem ser realizadas através do site. Clique aqui e se inscreva!

Os estudantes interessados podem se inscrever até o dia 30 de novembro.

“É uma grande oportunidade que o Governo de MS abre para nossos estudantes e apoia, de fato, a permanência e conclusão dos estudos de muitas pessoas que não conseguiriam sem esse programa. No MS Supera também pensamos na população indígena do estado, reservando mais de 400 vagas só para esse público”, explica a titular da Secretaria de Estado de Assistência Social e dos Direitos Humanos (Sead), Patrícia Cozzolino.

“Dentre outros critérios, o programa permite a inscrição de estudantes que comprovem renda individual de até um salário mínimo ou renda familiar não superior a três salários mínimos”, explicou o governador Eduardo Riedel.

As condicionalidades completas para inscrição também podem ser conferidas neste link.

O Estado apoia, via Sead, mais de 1,8 mil acadêmicos em situação de vulnerabilidade social e que estão matriculados em universidades do estado. Somente no ano passado, aproximadamente R$ 9,8 milhões foram investidos nestes benefícios.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *