25/04/2024 - Edição 540

Mato Grosso do Sul

Exportações de MS crescem 24% de janeiro a maio

Destaque para a soja, celulose, açúcar e minério

Publicado em 08/06/2023 10:17 - Semana On

Divulgação Gov MS

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

As exportações de Mato Grosso do Sul cresceram 24,79% no acumulado de janeiro a maio de 2023 em relação ao mesmo período do ano passado, passando de US$ 3,459 bilhões para US$ 4,317 bilhões e com destaque para as vendas externas de soja, celulose, açúcar, milho e minério de ferro. É o que aponta a Carta de Conjuntura do Setor Externo do mês de junho de 2023, divulgada na quarta-feira (7) pela Semadesc (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação).

“Esse crescimento de 24,79% nas exportações de Mato Grosso do Sul mostra o vigor da agroindústria sul-mato-grossense, mantendo a sua competitividade no mercado internacional com destaques que mostram a diversidade da nossa pauta do comércio exterior”, comentou o secretário Jaime Verruck, da Semadesc, lembrando que o superávit na balança comercial de janeiro a maio de 2023 foi de US$ 2,9 bilhões, valor 41,96% superior ao verificado ao mesmo período do ano passado.

Com relação aos principais produtos exportados, a soja aparece como o primeiro produto na pauta de exportações, representando 42,48% do total exportado em termos de valor e crescimento de 32,62% em relação ao mesmo período do ano passado. O segundo produto foi a Celulose, que representou 14,61% na pauta. Outros destaques foram o milho, com aumento de 227,90%; açúcar e melaço, alta de 436,66%; minério de ferro, crescimento de 67,76% e Ferro-gusa, que elevou as vendas externas em 70,61%.

Em termos de destino, a China é o principal cliente de Mato Grosso do Sul, representando 42,81% do valor total das exportações no acumulado de janeiro a maio de 2023. A Argentina é hoje o segundo destino do comércio exterior sul-mato-grossense, com destaque para a ampliação das negociações de mercados como a Polônia (alta de 444,07%) e Japão (aumento de 210,04%).

Entre os portos, Paranaguá e Santos concentram a maior parte dos produtos exportados do Estado. A Agência da RFB de Porto Murtinho registrou uma intensificação no escoamento de soja pelos terminais do município, com 570 mil toneladas do grão exportadas no período de janeiro a maio de 2023, crescimento de 186,07% em relação ao mesmo período do ano passado.

“É importante ressaltar a nossa produção de soja em 2023, com uma safra recorde de 15 milhões de toneladas. Ainda temos muita soja armazenada pelos produtores, em função dos preços praticados no mercado internacional. Parte dessa produção de soja segue para a China, nosso principal parceiro comercial, e também para a Argentina, por meio de Porto Murtinho”, finaliza Jaime Verruck.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *