15/06/2024 - Edição 540

Mato Grosso do Sul

‘Era Cezário’ chega ao fim

Presidente da Federação de Futebol é preso após 26 anos à frente do futebol de MS

Publicado em 22/05/2024 9:56 - G1MS

Divulgação Montagem TOP Mídia

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

O presidente da Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul (FFMS), Francisco Cezário de Oliveira, foi preso ontem (21), dentro de casa, durante cumprimento de mandatos da Operação Cartão Vermelho, contra grupo que desviou mais de R$ 6 milhões da Federação.

Cezário foi encaminhado para o Centro de Policiamento Especializado (Cepol). Por ser advogado e estar com a OAB ativa, o presidente deve ser conduzido para o presídio militar, após ouvido e passar pelo Instituto de Medicina e Odontologia Legal (IMOL).

“O cliente nega ter praticado qualquer irregularidade, muito menos qualquer espécie de crime, e está disposto a esclarecer os fatos que estão sob investigação”, disse o advogado de Cezário, André Borges.

Localizado na Vila Taveirópolis, em Campo Grande, a casa do presidente foi alvo de busca e apreensão por agentes do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizada (Gaeco), que encontraram mais de R$ 800 mil em espécie.

“A defesa ainda não tem o maior detalhamento de toda essa investigação, o que ocorrerá no decorrer do dia. Prontamente adotaremos, em nome dele, todas as medidas defensivas previstas na legislação”, completou André Borges.

Ele e outros seis envolvidos no esquema de corrupção foram alvos de prisão preventiva nesta terça-feira. Confira o nome dos investigados:

  • Francisco Cezario de Oliveira;
  • Aparecido Alves Pereira;
  • Francisco Carlos Pereira;
  • Umberto Alves Pereira;
  • Valdir Alves Pereira;
  • Rudson Bogarim Barbosa;
  • Marcelo Mitsuo Ezoe Pereira.

A “Era Cezário”

Cezário está à frente da Federação desde 1998, quando foi eleito pela primeira vez. Ele chegou a ser prefeito de Rio Negro no período de 2001 a 2004 e “acumulou” os dois cargos, completando 26 anos como presidente da instituição que rege o futebol profissional em Mato Grosso do Sul.

Conforme cronistas sul-mato-grossenses, Ari Rodrigues foi o último presidente antes da “Era Cezário”. Ele cumpriu seu mandato na íntegra, que terminou em 1997, mesmo doente após sofrer um derrame em 95.

Ari não se afastou do cargo, continuou assinando documentos e recebeu a ajuda dos filhos, que trabalhavam na Federação. Ele morreu em 2001, perto dos 60 anos.

Indicado por um grupo interessado na eleição, segundo relatos de cronistas do estado, Cezário venceu a eleição contra Arthur Mário, e permaneceu no cargo nos demais pleitos, feitos a cada quatro anos.

O atual presidente foi jogador do Operário na década de 60, além de técnico de futebol e professor de educação física no Colégio Dom Bosco.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *