22/04/2024 - Edição 540

Mato Grosso do Sul

Em reunião com a ANTT, Riedel busca soluções para relicitações da BR-163 e Malha Oeste

Governador discute com a Sudeco investimentos em cadeias produtivas do Estado

Publicado em 14/06/2023 10:06 - Semana On

Divulgação Gov MS

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Em defesa do desenvolvimento do Mato Grosso do Sul, o governador Eduardo Riedel se reuniu na terça-feira (13) com o presidente da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), Rafael Vitale, em Brasília. No encontro ele requisitou soluções céleres para relicitações da BR-163 e da ferrovia Malha Oeste. Ambas cortam o Estado.

“Participamos desta reunião aqui na ANTT, para discutimos os principais projetos de Mato Grosso do Sul, que diz respeito a concessões. Estamos falando da BR-163, assim como a ferrovia Malha Oeste. Vamos acompanhar o andamento e estamos buscando uma solução mais rápido possível”, afirmou o governador.

Riedel disse que colocou o Estado à disposição da ANTT para auxiliar no que for preciso para que ambos os projetos avancem e tenham resultados efetivos. “Espero que logo nós já tenhamos novidades sobre estes dois projetos importantes para Mato Grosso do Sul”, completou.

Sobre a BR-163, a ANTT tem realizado nos últimos meses audiências para tratar da relicitação da rodovia que corta Mato Grosso do Sul. O Governo do Estado já apresentou pontos importantes à Agência, entre eles alguns voltados a Campo Grande, como a pavimentação do acesso ao bairro das Moreninhas e a construção de um viaduto de acesso à Chácara dos Poderes, no cruzamento do anel viário com a Avenida Desembargador Leão Neto do Carmo.

No interior ainda apresentou pontos em relação a implantação de interseção em dois níveis nas marginais da rodovia, em Jaraguari e na pavimentação do acesso a MS-245, em Bandeirantes. No entanto o principal objetivo é que o Governo Federal possa fazer a relicitação da rodovia e assim contribuir com o desenvolvimento do Estado.

Malha Oeste

O Governo do Estado também participa de forma ativa da relicitação da ferrovia Malha Oeste, pedindo inclusive mudanças em alguns pontos previsto no projeto em vigor. A intenção é contribuir com as cadeias produtivas do Estado, para que o modal possa melhorar o escoamento e logística de Mato Grosso do Sul.

A previsão é que o processo de relicitação ocorra no segundo semestre de 2024 e Mato Grosso do Sul quer discutir eventuais mudanças que possam trazer benefícios ao Estado.

A expectativa é que o edital de relicitação da Malha Oeste permita um investimento de R$ 18 bilhões em 60 anos. A linha ferroviária que será entregue mais uma vez à iniciativa privada possui mais de 1.600 quilômetros entre as cidades de Corumbá e Mairinque (SP), passando por Mato Grosso do Sul e São Paulo.

O governador Eduardo Riedel participou da reunião na sede da ANTT acompanhado dos secretários Jaime Verruck (Semadesc), Eduardo Rocha (Casa Civil) e da procuradora-geral do Estado, Ana Ali Garcia.

Governador discute com a Sudeco investimentos em cadeias produtivas do Estado

Para potencializar a economia do Estado, o governador Eduardo Riedel fez uma visita institucional à Sudeco (Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste), em Brasília. Na oportunidade discutiu investimentos e financiamento a cadeias produtivas importantes como suinocultura, energia renovável e área industrial. A reunião foi com Rose Modesto, a nova superintendente do órgão.

“Uma visita institucional para discutir os principais investimentos e financiamentos ao Estado, por meio do FCO (Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste) e FDCO (Fundo de Desenvolvimento do Centro-Oeste), junto a Sudeco. Iremos trabalhar juntos para potencializar o eixo de desenvolvimento do Estado”, disse Riedel.

O governador citou linhas estratégicas importantes do Estado junto aos fundos de financiamento na área de suinocultura, energia renovável, assim como aquisição de máquinas e equipamentos. “Todas estas questões são definidas junto ao conselho estadual. É muito importante que possamos compartilhar do desenvolvimento do Estado, neste trabalho com a Sudeco”, pontuou.

Rose Modesto disse que o órgão vai contribuir para ajudar no desenvolvimento do Estado. “Trabalhamos com os dois fundos (FCO e FDCO) que são muito importantes para os estados do Centro-Oeste. Mato Grosso do Sul já tem apresentado projetos importantes e estruturantes, para que o Estado se desenvolva cada vez mais. O governador veio com as propostas, e a Sudeco vai analisar as demandas”.

Durante a reunião também foi combinado uma reunião em Mato Grosso do Sul, para que a superintendente possa ouvir o empresariado e o próprio Estado sobre as prioridades daqui para frente.

A Sudeco é responsável por definir objetivos, metas econômicas e sociais, a elaboração de um plano de desenvolvimento e a formulação de programas e ações com outros órgãos do governo federal, para o crescimento da região Centro-Oeste.

Com sede na capital federal, a autarquia atua nos estados de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e no Distrito Federal. Além do governador, participaram da agenda os secretários Jaime Verruck (Semadesc), Eduardo Rocha (Casa Civil) e a procuradora-geral do Estado, Ana Ali Garcia.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *