15/06/2024 - Edição 540

Mato Grosso do Sul

Em crescimento, Eduardo Riedel assume o segundo lugar na disputa pelo Governo

Levantamento do Novo Ibrape mostra estagnação de Puccinelli e queda de Marquinhos

Publicado em 22/08/2022 11:13 - Semana On

Divulgação Assessoria

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Em crescimento contínuo nos últimos três meses, o candidato ao Governo do Estado pela Coligação Trabalhando por um Novo Futuro, Eduardo Riedel (PSDB), assumiu a segunda colocação na disputa, de acordo com a pesquisa Novo Ibrape, divulgada neta segunda-feira (22).

Segundo a pesquisa estimulada, Riedel cresceu 1,7% nos últimos três levantamentos realizados pelo instituto entre junho e agosto, totalizando 15,4% das intenções de voto. Na liderança está o ex-governador do Estado, André Puccinelli (MDB), com 23,7%. O ex-prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), despencou nas intenções de voto, ficando com 15,2%. Ele perdeu 6,1% entre junho e agosto.

Em quarto lugar está Rose Modesto (União Brasil), com 12%, seguida por Capitão Contar (PRTB), em quinto, com 10,9%; Gisele Marques (PT), com 2,8%; Adonis Marcos (PSOL), com 0,7%, e Magno Souza (PCO), com 0,5%. Outros 12,4% dos entrevistados ainda estão indecisos e 6,5% não votariam em nenhuma das opções.

Riedel atribui o crescimento ao aumento do conhecimento a respeito de suas propostas, por parte do eleitor. “Estamos conversando muito com as pessoas, em todo o Estado, e mostrando nossos projetos para Mato Grosso do Sul. Isso faz com que as pessoas reconheçam a força do nosso projeto”, afirmou.

Na pesquisa espontânea Riedel também surge em segundo lugar na corrida pelo governo do Estado, com 5% das intenções de voto, atrás apenas de André Puccinelli, com 6,3%. Marquinhos Trad vem em terceiro, com 4,9%; Capitão Contar em quarto, com 3,4% e Rose Modesto em quinto, com 1,8%. Nesta modalidade, 77,6% dos entrevistados disse não saber em quem votar, ou não respondeu.

REJEIÇÃO

Outro fator importante para Eduardo Riedel na pesquisa Novo Ibrape é sua baixíssima taxa de rejeição, de apenas 3,6%. No contraponto, André Puccinelli e Marquinhos Trad continuam apresentando altas taxas de repúdio entre os eleitores. O ex-governador é rejeitado por 20,3% dos sul-mato-grossenses, e o ex-prefeito de Campo Grande, por 12,2%. Capitão Contar tem 6,3% de rejeição, e Rose Modesto 3,6%.

PARA O SENADO

A parceira de Eduardo Riedel – e ex-ministra do presidente Jair Bolsonaro – Tereza Cristina (PP), continua liderando com folga a disputa pelo Senado, com 30% das intenções de voto na pesquisa estimulada. Ela é seguida de longe por Juiz Odilon (PSD), com 19,7%, e Luiz Henrique Mandetta (União Brasil), com 9,7%.

“Ao lado de Eduard Riedel, estamos mostrando ao eleitor que somos as melhores opções para o Governo do Estado e o Senado. Vamos implementar uma política de desenvolvimento econômico com justiça social”, disse Tereza Cristina.

A PESQUISA

A nova pesquisa Novo Ibrape ouviu dois mil eleitores entre 16 a 21 de agosto, em 28 cidades do Estado. Ela tem confiabilidade de 95% e margem de erro de 2,2%. A pesquisa foi registrada no TER e no TSE sob os números MS-02015/2022 E BR-03896/2022.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *