23/04/2024 - Edição 540

Mato Grosso do Sul

Avaliação internacional aponta resultados positivos do programa “Escola Segura, Família Forte”

Levantamento apontou diminuição da violência nas escolas monitoradas e no entorno das mesmas, além da melhoria no desempenho dos alunos em português e matemática

Publicado em 15/03/2023 1:51 - Semana On

Divulgação Gov MS

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

O programa “Escola Segura, Família Forte” realizado nas unidades da REE (Rede Estadual de Ensino) e Reme (Rede Municipal de Ensino de Campo Grande) e que tem atuação para garantir a segurança interna e externa da comunidade escolar, obteve resultado positivo de avaliação de impacto.

O levantamento foi realizado pelo CAF (Corporação Andina de Fomento) – Banco de Desenvolvimento da América Latina –, que apontou diminuição da violência nas escolas monitoradas e no entorno das mesmas, além da melhoria no desempenho dos alunos em português e matemática.

“É praticamente inexistente outro programa semelhante a este na América Latina, então é muito valioso o resultado, e serve para que outros lugares aprendam com esta iniciativa”, pontuou Eduardo Fagre, da Direção de Avaliação de Impacto e Aprendizagem de Políticas da CAF.

A instituição financeira mediu o impacto do programa em termos de redução da criminalidade e melhoria dos indicadores escolares (avaliações institucionais como: Prova Brasil, SAEMS e outros), desde 2018 até 2022.

Os dados foram apresentados hoje (15) em reunião na Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública) com a presença do vice-governador José Carlos Barbosa – responsável pela implantação do projeto em 2017, quando atuou como titular da Sejusp -, além do secretário de Estado de Educação Hélio Daher e o comandante da PMMS (Polícia Militar) coronel Renato dos Anjos Garnes, entre outras autoridades.

“O programa teve início após observarmos que era recorrente a questão da violência no ambiente escolar. Pensamos em uma ação para garantir a tranquilidade de todos e que fosse favorável ao aprendizado. Esse acompanhamento tem caráter científico, com pesquisa desde o início. A presença da Polícia Militar no ambiente escolar, com interação e amizade, além da ronda e todos os procedimentos, registrou o resultado positivo apresentado. Não é apenas uma questão de segurança, mas também de aprendizado”, pontuou o vice-governador.

O coordenador do programa na Sejusp, Valson Campos dos Anjos, explica que a atuação da CAF teve início em 2018. “O projeto foi inscrito e concorreu com outros 90 da América Latina, eram apenas dois do Brasil. E obtivemos a avaliação do impacto como premiação. É uma constatação da eficiência, diminuição da violência e melhoria da aprendizagem”.

Ações do programa

O programa “Escola Segura, Família Forte” tem como objetivo diminuir os índices de violência no ambiente escolar e entorno das escolas, com ações preventivas. Até o ano passado eram atendidas 31 escolas estaduais e 29 municipais, mas a partir deste ano são, respectivamente, 78 e 55 unidades escolares atendidas. Com a expansão para 128 escolas, a previsão é de beneficiar aproximadamente 100 mil alunos dos ensinos fundamental e médio da Capital.

As rondas escolares realizadas dentro do programa foram retomadas pela PM em fevereiro, com o início do ano letivo. O programa visa coibir a violência e crimes – tráfico de drogas, depredação do patrimônio público, assédio – nos arredores e interior das escolas.

Lançado em outubro de 2017 o programa “Escola Segura, Família Forte” é referência internacional após ser eleito em uma convocatória CAF, por seu grau de inovação e importância.

“É gratificante saber que a segurança pública tem a preocupação de participar efetivamente do aprendizado dos nossos alunos. A presença dos policiais miliares preparados, faz muito bem à escola”, disse o titular da SED (Secretaria de Estado de Educação), Hélio Daher.

Para atender uma das principais reivindicações da comunidade escolar em relação à segurança pública nas escolas e entorno, o programa teve início em Campo Grande e a ideia é que em breve seja levado para outros municípios de Mato Grosso do Sul, por meio de parcerias com as prefeituras locais.

A eficácia do programa é demonstrada pelos relatos de gestores, professores e toda comunidade escolar, sobre o quanto o estreitamento dos laços com a segurança vem contribuindo para a melhoria na interlocução com a comunidade escolar e vizinhança.

“Eu fui diretora de uma escola municipal na periferia de Campo Grande, e realmente não existem mais problema de violência dentro das escolas, é algo que foi controlado. E como é importante esta parceria, deixa toda a comunidade escolar mais tranquila”, afirmou a superintendente de Gestão e Normas da SEMED (Secretaria Municipal de Educação), Clarice Cassol.

Sobre a CAF

A CAF é um banco de desenvolvimento comprometido em melhorar a qualidade de vida de todos os latino-americanos, cujas ações promovem o desenvolvimento sustentável e a integração da região.

A instituição promove o acesso a serviços básicos para melhorar a qualidade de vida das populações vulneráveis. Além de promover um modelo de desenvolvimento sustentável através de crédito, recursos não reembolsáveis e apoio na estruturação técnica e financeira de projetos nos setores público e privado na América Latina.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *