22/04/2024 - Edição 540

Legislativo

Gerson diz que ALEMS vai fazer sua parte para implantação do MS Qualifica

ALEMS cumprirá Seu papel institucional, analisando e votando de forma ágil o projeto do Governo, disse o presidente da casa

Publicado em 04/05/2023 12:43 - Semana On

Divulgação ALEMS

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

A Assembleia Legislativa cumprirá  com seu papel institucional, analisando e votando de forma ágil o projeto do Governo de isenção das taxas do Detran dos  motoristas profissionais que forem mudar de categoria e assim suprir a demanda de mão de obra do setor de transporte.

O compromisso foi assumido pelo deputado Gerson Claro durante o ato de entrega do projeto, que é  uma das bases da primeira etapa  do MS Qualifica lançado  nesta terça-feira pelo governador Eduardo Riedel .”A pauta da Assembleia é o compromisso com o desenvolvimento. Este é o protagonismo que o Parlamento quer entregar à sociedade sul-mato-grossense “, destacou o presidente da ALEMS.

O objetivo do MS Qualifca é  atender segmentos do produtivo carentes de mão de obra ,  criando mecanismos para inserir no mercado de trabalho boa parte dos 50 mil  desempregados. A estimativa é que haja uma demanda de qualificar até 2026,  600 mil pessoas para suprir a demanda do setor produtivo.

A primeira ação será o programa “Voucher Transportador”, destinado a qualificação de motoristas para veículos de cargas e ônibus, inclusive arcando com os custos para inclusão das categorias “D” e “E” na carteira de habitação.

Para este programa serão abertas mil vagas nas regiões de Campo Grande, Três Lagoas, Dourados, Corumbá, Chapadão do Sul e São Gabriel do Oeste. Promovido pela Semadesc (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação), em parceria com o Sest/Senat, o “Voucher Transportador” vai funcionar como uma escola de motoristas profissionais.

Além dos cursos de qualificação, os motoristas terão isenção nas taxas do Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de MS) referente a habilitação nas categorias “D” e “E”, assim como o custeio de todo processo (habilitação), inclusive quanto aos pagamentos às autoescolas e exames.

Segundo o governador Eduardo Riedel, este é o  início do processo, onde o Estado conseguir interferir ele vai contribuir para qualificação e acesso ao emprego. O Voucher Transportador vai atender os motoristas que gostariam de atuar neste segmento, mas que precisam além de se qualificar, ter condições de arcar com os custos da carteira de habilitação D e E e assim sair deste processo praticamente com o emprego garantido.

De acordo com a Semadesc, existem atualmente 500 caminhões parados por falta de motoristas habilitados para esta função. Tem uma demanda crescente no Estado por estes profissionais, em função do aumento da produção, principalmente no setor de celulose.

Plano Estadual

O Plano Estadual de Qualificação Profissional busca contribuir com os trabalhadores para obtenção de melhores empregos, para criar novas oportunidades e aumentar a renda dos profissionais, promovendo assim a inclusão social e combate à discriminação e diminuição da vulnerabilidade.

A primeira ação será o programa “Voucher Transportador”, que visa a qualificação de motoristas para veículos de cargas e ônibus, inclusive arcando com os custos para inclusão das categorias “D” e “E” na carteira de habitação.

Para este programa serão abertas mil vagas nas regiões de Campo Grande, Três Lagoas, Dourados, Corumbá, Chapadão do Sul e São Gabriel do Oeste. Promovido pela Semadesc (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação), em parceria com o Sest/Senat, o “Voucher Transportador” vai funcionar como uma escola de motoristas profissionais.Além dos cursos de qualificação, os motoristas terão isenção nas taxas do Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de MS) referente a habilitação nas categorias “D” e “E”, assim como o custeio de todo processo (habilitação), inclusive quanto aos pagamentos às autoescolas e exames.Este é o início do processo, onde o Estado conseguir interferir ele vai contribuir para qualificação e acesso ao emprego. O Voucher Transportador vai atender os motoristas que gostariam de atuar neste segmento, mas que precisam além de se qualificar, ter condições de arcar com os custos da carteira de habilitação D e E e assim sair deste processo praticamente com o emprego garantido.

De acordo com a Semadesc, existem atualmente 500 caminhões parados por falta de motoristas habilitados para esta função. Tem uma demanda crescente no Estado por estes profissionais, em função do aumento da produção, principalmente no setor de celulose.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *