22/04/2024 - Edição 540

Legislativo

Gerson Claro quer estender a professores acesso a programas de mestrado da Mackenzie

O curso será ministrado por professores da UPM por via remota, com suporte de docentes e do espaço físico da Universidade Federal

Publicado em 21/04/2023 1:32 - Semana On

Divulgação ALEMS

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

O deputado Gerson Claro, presidente da Assembleia Legislativa, propôs ao  Governo do Estado que amplie para os professores da rede estadual de ensino  a abrangência do Programa Mestrado Interinstitucional firmado com a Universidade Presbiteriana Mackenzie ( UPM) que atenderá aos servidores que atuam na área do direito com o  mestrado. O curso será ministrado por professores da UPM por via remota, com suporte de docentes e do espaço físico da Universidade Federal.

“A Mackenzie é uma instituição de renome que tem um programa  de Pós-Graduação em Educação, Arte e História da Cultura  nota 5 na classificação da CAPES que corresponde ao conceito de excelência”, comenta Gerson que vê  neste investimento do Estado de ampliação do seu quadro de professores, um instrumento fundamental para buscar o continuo aperfeiçoamento dos profissionais da educação o que vai se refletir no nível do ensino oferecido.

A Macckenzie forma pesquisadores e docentes que produzem conhecimento interdisciplinar  a partir das áreas  de educação, arte e história da cultura, com ênfase na contemporaneidade. A interdisciplinaridade é investigada por meio de manifestações educacionais, artísticas, tecnológicas e culturais, além de pesquisas que propagam esses conhecimentos em diferentes meios: exposições, curadorias, materiais didáticos e apresentações musicais, teatrais, cinematográficas e audiovisuais.

O convênio

A  Fundect (Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso do Sul , vai investir R$ 2,2 milhões para assegurar que profissionais de direito tenham acesso a um curso de mestrado.  Os recursos serão liberados por meio de um convênio para a implementação do Programa de Mestrado Interinstitucional (Minter) em Direito Político e Econômico na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), com a participação de professores da Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM), considerada uma das mais importantes do país na área.

No total, 25 profissionais de direito, servidores de diversas instituições jurídicas do Estado, poderão participar da pós-graduação. O convênio prevê ainda recursos para fortalecimento do mestrado na UFMS e o pagamento de todo o custeio das passagens, diárias, horas-aula, para as despesas de locomoção dos docentes da Mackenzie para Campo Grande, além de mensalidades e taxas.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *