25/04/2024 - Edição 540

Legislativo

ALEMS reforça parceria para a geração de investimentos ao Estado

O deputado Paulo Corrêa relatou o encontro na embaixada do Brasil, no Paraguai

Publicado em 07/07/2023 4:07 - Semana On

Divulgação ALEMS

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

O desenvolvimento de Mato Grosso do Sul é uma pauta constante na Casa de Leis. E ele acontece por meio da construção de políticas públicas para o investimento que gera emprego e renda ao sul-mato-grossense. Ontem, em reunião com o presidente eleito do Paraguai, Santiago Peña, na sede da embaixada do Brasil, os representantes da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALEMS), debateram os planos para o crescimento e fortalecimento da economia dos dois países.

O deputado e presidente da ALEMS, Gerson Claro (PP) destacou as impressões que teve com o encontro. “Ontem tivemos a oportunidade de representar a Casa de Leis em uma próspera e proveitosa reunião com o presidente eleito do Paraguai, Santiago Peña. Ele fez questão de dizer que tratará essas relações como prioritárias entre o seu Governo e o Estado de Mato Grosso do Sul. Ficamos muito encantados com a urgência das proposições e com o compromisso do presidente eleito. São muitas as possibilidades de comércio, negócio, interligação física, discussão do grande eixo de fronteira seca entre nosso estado e o Paraguai. Uma reunião muito produtiva, e uma das coisas que me chamou foi a frase dita por ele: ‘Nós temos pressa’, porque as coisas demoram demais. É com políticas públicas definidas sempre na busca do desenvolvimento, geração de emprego renda, que traremos o protagonismo novamente ao Estado”, definiu.

Na tribuna, o deputado e 1º secretário da Casa de Leis, Paulo Corrêa (PSDB), relatou a viagem. “A frase que mais marcou a reunião foi ‘Nós temos pressa’. O presidente eleito Santiago Peña definiu duas prioridades: a Rota Bioceânica como eixo importantíssimo, e além disso, colocar em funcionamento a Hidrovia Paraná-Paraguai. Para mim é referência sermos irmãos do povo paraguaio. É necessário definirmos as políticas públicas para que funcionem as aduanas, é uma obrigação do Brasil junto com o Paraguai. Proponho que quando o presidente eleito vier em Campo Grande, conheça a colônia paraguaia. A nossa cidade, Campo Grande, é o lugar mais paraguaio fora do Paraguai, são entre 120 e 150 mil paraguaios que residem aqui. Se eles têm pressa, nós também temos pressa do Mato Grosso do Sul crescer com o Paraguai crescendo”, afirmou.

O deputado Lidio Lopes (Patriota) ressaltou que ficou encantado com a visão empreendedora do presidente eleito. “Na verdade, a grande abertura que Mato Grosso do Sul tem e conquistou por intermédio da embaixada brasileira. O que a gente sentiu ontem é o empenho deles em viabilizar muitas condições e estrutura para que Mato Grosso do Sul viabilize e seja coparticipe nessa questão da rota. Também fiquei encantado com a visão empreendedora do presidente eleito que já foi diretor do Banco Central Paraguaio, diferenciado, quer fazer acontecer de forma imediata”, definiu.

O vice-presidente da Assembleia Legislativa, Renato Câmara (MDB), também falou sobre o assunto. “Ontem eles representaram a Casa de Leis em uma discussão importante entre Mato Grosso do Sul e o País e o Paraguai, onde estamos fortalecendo os laços de amizade comerciais e econômicos, o que é muito importante para o fortalecimento do nosso Estado, gerando oportunidade, e para que a nossa população tenha novos investimentos e empresas em Mato Grosso do Sul, com mais emprego, renda e fortalecimento do Estado”, disse.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *