21/07/2024 - Edição 550

AUAU MIAU

Quem tem cão ri mais, garante estudo

Publicado em 23/04/2014 12:00 -

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Em um estudo com 95 pessoas que mantiveram registros de quantas vezes davam risada, aquelas que tinham cachorros riam mais que as pessoas que tinham gatos ou as que não têm nenhum dos dois.

Outras pesquisas sobre o efeito dos animais de estimação sobre a saúde sugerem que eles, especialmente os cães, fomentam a saúde cardiovascular, a resistência ao estresse, os vínculos sociais e a longevidade dos donos.

Em 1980, a pesquisadora Erika Friedmann, fez um estudo inovador mostrando que, quando outros fatores não mudam, as pessoas com animais de estimação têm mais chances de sobreviver após receber alta de uma unidade de medicina coronariana.

Ela, que é professora da Escola de Enfermagem da Universidade de Maryland, também disse que a posse de um animal está relacionada a menores taxas de pressão arterial, colesterol e triglicerídeos, segundo estudos.

Outros estudos concluíram que idosos que levam seus cachorros para passear têm mais chances de praticar exercícios regularmente e ter boa forma física que aqueles que caminham com companheiros humanos.

Em novo estudo feito por Friedmann, verificou-se uma resposta fisiológica mais baixa a situações que induzem ao estresse quando se tem um animal de estimação.  Na Austrália, pesquisadores concluíram que a posse de animais é associada a interações sociais e senso de comunidade.

Já a revista "Society & Animals" publicou uma pesquisa que mostra a melhora de fatores da saúde mental, como a solidão. Os idosos que possuem animais de estimação mostram "significativamente menos insatisfação com seu estado social, físico e emocional", segundo veterinários da Universidade da Califórnia em Davis.

Friedmann enfatizou que os animais de estimação "não são uma panaceia" a serem tratados como um medicamento. "Viver com um animal envolve responsabilidade, a criação de rotinas de alimentação, exercício e cuidados", ela disse. "Os benefícios que a pessoa recebe estão vinculados a essas responsabilidades."

Leia outros artigos da coluna: AUAU MIAU

Alexandre


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *