28/02/2024 - Edição 525

Ponte Aérea

Espanha: o espelho russo

Publicado em 10/03/2021 12:00 - Raphael Tsavkko Garcia

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

A Espanha ganhou uma votação no Parlamento da UE que não significa nada em termos práticos. A justiça belga não permitirá a extradição dos eurodeputados catalães.

Mas para a UE foi uma enorme derrota, já que o Parlamento ficou do lado de um Estado onde o Judiciário não tem independência.

E mesmo a vitória da Espanha não foi tão grande assim, já que mais de 40% do Parlamento votou contra os desejos do país, mostrando que apenas uma pequena maioria realmente concorda com um dos maiores países da União (e que tem muitos votos no mesmo parlamento). Isso envia uma mensagem poderosa.

Enquanto isso, um juiz suspende o 3º grau para os presos políticos catalães (o que significa que eles não poderão sair da prisão durante os dias de semana), mostrando que tudo o que a Espanha conhece é vingança e que seu Judiciário não tem absolutamente nenhuma independência. Os catalães não têm direitos na Espanha.

A UE terá que tomar uma posição em algum momento, caso contrário, se auto-condenará à total irrelevância quando se trata de direitos humanos e direitos fundamentais de seus povos. Como pode tal União criticar a Rússia enquanto faz o mesmo (https://is.gd/aZWylu)?

Leia outros artigos da coluna: Ponte Aérea

Victor Barone

Jornalista, professor, mestre em Comunicação pela UFMS.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *