29/11/2023 - Edição 525

Campo Grande

Com a obra na Avenida Filinto Muller concluída, Lago do Amor volta a ser espaço de lazer e integração das famílias

Corredor verde na 14 de Julho garante conforto térmico para a população

Publicado em 03/10/2023 10:51 - Semana On

Divulgação PMCG

Clique aqui e contribua para um jornalismo livre e financiado pelos seus próprios leitores.

Revitalizada com a conclusão da obra na Avenida Filinto Muller, a área em frente ao Lago do Amor voltou a ser ocupada pelas famílias e amigos no primeiro fim de semana pós-obras. As árvores podadas, calçadas e sistema de iluminação pública refeitas, deram um novo clima ao local, que é um dos pontos turísticos de Campo Grande.

Para o casal Vitória e Odair, o domingo (01) foi de dupla comemoração: uma pela liberação do espaço para o uso da população e outra pelo o aniversário de um ano do filho deles. “Estamos aqui comemorando o aniversário de um ano do Abraão aqui no Lago do Amor que ficou maravilhoso, perfeito, ótimo para as crianças brincarem” comenta Vitória. “Ficou sensacional”, completa Odair.

Rosane Marieli e a família também aproveitaram o domingo para levar as filhas para se divertirem no Lago do Amor. “A obra ficou excelente, um excelente trabalho da Prefeitura. Moro a sete quadras daqui e acho que ficou com um clima de lazer super bom, além da patrulha da guarda que agora, com a ronda, nos dá um ar muita segurança. Ficou linda o resultado da obra”, afirma Rosane.

A obra de reconstrução do trecho da Avenida Filinto Muller, afetado durante temporal no dia 4 de janeiro deste ano, foi concluída pela Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos (Sisep) no último dia 26 de setembro.

Para evitar o transbordamento do Lago do Amor e novos desmoronamentos em períodos de chuvas fortes, foi feita barragem com mais de 7 mil metros cúbicos de aterro. A estrutura de contenção que caiu com a enxurrada era feita de trilhos e paredes de concreto, com altura de cinco metros. Além de colocar aterro nos 170 metros na margem da avenida no sentido centro/bairro, foi plantada grama para evitar que a chuva arraste a terra que protege a barreira de contenção.

Outra obra importante executada pela Sisep é o vertedouro, que tem a função de controlar a vazão da água do Lago do Amor. O vertedouro que já existe, controla naturalmente o volume de água que desce para o córrego. A nova estrutura construída terá o controle manual da comporta, ou seja, quando o nível da água do Lago subir no período de chuva, será liberada quantidade maior de água.

As duas pistas da avenida foram recapeadas entre as rotatórias das Avenidas Georges Chaia e Gabriel Spipe Calarge. A Avenida Filinto Muller, nesse trecho, ganhou sinalização nova, assim como a ciclovia.

Corredor verde na 14 de Julho garante conforto térmico para a população

Nessas últimas semanas de calor intenso, quem passa pela Rua 14 de Julho, requalificada há quase quatro anos, tem o conforto de sentar-se à sombra das árvores já em tamanho adulto e frondosas. É nítida a transformação pela qual passou a via e como a arborização mudou a paisagem na área central. Um cenário antes dominado pelos fios de alta tensão emaranhados deu lugar à natureza.

Estudos apontam que, em épocas mais quentes, as áreas bem arborizadas podem ter uma diferença de até cinco graus em relação às não arborizadas. As plantas acabam sendo como um ar-condicionado natural. Só na Rua 14 de Julho foram plantados 256 exemplares de várias espécies, como ipê amarelo, árvore da China, aldrago, ipê branco, pau mulato, pau ferro, jacarandá mimoso, lafontera da Amazônia, fruta de tucano, ipê roxo e grandiuva. Quem passou pela região, inclusive, se encantou com a florada dos ipês nas últimas temporadas.

O projeto de revitalização da área central também incluiu o paisagismo no perímetro formado por mais de 21 quilômetros. Nessas vias foram plantadas as espécies aldrago, araçá, aroeira pimenteira e ipê branco. Na Rui Barbosa, foram plantadas 582 mudas e outras 1000 nas ruas e avenidas adjacentes revitalizadas.

Esse “reforço” na arborização contribuiu para a mais recente certificação recebida pela Prefeitura Municipal. Certificada pela Organização das Nações Unidas (ONU) como uma das capitais mais arborizadas do país, Campo Grande foi reconhecida, pela quarta vez, como Tree City of the World – Cidade Árvore do Mundo, uma referência mundial de ações voltadas à preservação da arborização urbana.

O Plano Diretor de Arborização Urbana de Campo Grande, de 2011, garante que áreas urbanas recebam vegetação. A arborização urbana proporciona às cidades inúmeros benefícios relacionados à estabilidade climática, ao conforto ambiental, na melhoria da qualidade do ar, bem como na saúde física e mental da população, além de influenciar na redução da poluição sonora e visual e auxiliar na conservação do ambiente.


Voltar


Comente sobre essa publicação...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *